o_som_ao_redor_de_kleber_mendonca_filhoÓtimo que 2013 já chegou. Tava demorando. Ano de filmes importantes como “Lincoln” de Spielberg e “Django Unchained” de Tarantino, sequencias de Homem de Ferro e Jogos Vorazes e a divertida animação “Detona Ralph”, entre outros. O cinema nacional também será bem representado. É um filme que fez história nos festivais de cinema do Brasil. Dividido em diversas tramas que tem em comum a mesma rua de classe média do Recife, O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, foi o grande vencedor do Festival do Rio.O thriller brasileiro foi incluído na lista de dez melhores filmes de 2012 do jornal “The New York Times”. A produção retrata a classe média de um Recife acossado por milícias, e foi o ganhador do troféu Redentor (no Festival do Rio) em outubro, do Festival do Roterdã, na Holanda, em fevereiro, e levou quatro Kikitos em Gramado. O filme, que custou R$ 1,8 milhão, estreia nos cinemas brasileiros neste fim de semana. “O som ao redor” já é considerado o longa brasileiro de maior visibilidade no exterior, com passagem por 30 mostras internacionais. Mendonça Filho estreou como diretor de longa-metragem com “O som ao redor”. A vida numa rua de classe-média na zona sul do Recife toma um rumo inesperado após a chegada de uma milícia que oferece a paz de espírito da segurança particular. A presença desses homens traz tranquilidade para alguns, e tensão para outros, numa comunidade que parece temer muita coisa. Enquanto isso, Bia, casada e mãe de duas crianças, precisa achar uma maneira de lidar com os latidos constantes do cão de seu vizinho. Uma crônica brasileira, uma reflexão sobre história, violência e barulho. Que 2013 seja um ano ótimo para todos os cinéfilos. Aos poucos, vamos detalhando os principais lançamentos do ano.

Anúncios